É Realmente Perigoso Tomar Banho Depois de Comer?

É Realmente Perigoso Tomar Banho Depois de Comer? Só se a água estiver muito quente. Depois de uma refeição, nosso sangue se dirige em grande quantidade ao sistema digestivo para auxiliar a digestão.

“Se entrarmos em contato com água muito quente, parte desse sangue desvia para a pele”, diz o fisiologista Francisco Gacek, da USP. Isso porque os vasos sangüíneos superficiais se dilatam para deixar passar o calor e esfriar o organismo.

Assim, parte do sangue que deveria ajudar no processo digestivo migra para a pele. O alimento permanece mais tempo no estômago e no intestino, podendo sofrer uma nociva fermentação provocada por bactérias. Já a água fria não traz problemas de digestão. Risco maior corre quem decide nadar depois de comer: o exercício físico atrai muito mais sangue para os músculos do que a água quente do banho.

Entrar na água depois de comer não causa problemas, desde que a alimentação tenha sido leve e não se faça nenhum esforço intenso.

Quando fazemos uma refeição, o organismo passa a dar prioridade para a digestão. Se nesse momento a pessoa realizar alguma atividade física intensa, os músculos passarão a requerer mais sangue para supri-los de oxigênio, atrapalhando o processo digestivo.

Por esse motivo, não é indicado realizar nenhuma atividade física intensa, seja dentro ou fora da água, imediatamente após as refeições. O agravante de fazer a atividade dentro de uma piscina ou no mar é que, nesse caso, há risco de afogamento, caso a pessoa passe mal.

No entanto, não há contraindicação em tomar banho depois das refeições, pois o banho não requer nenhum esforço físico relevante.

Também não há problema em nadar após ingerir alimentos leves e pouco volumosos, como sorvetes e frutas, por exemplo.

Recomendação: O que devemos fazer?

Para cair na piscina e mergulhar, o tempo seguro varia de uma a duas horas após a refeição, dependendo do tipo de alimento ingerido. Em caso de indigestão, é necessário repousar. Caso sinta azia, sais de frutas ou, até mesmo uma ameixa são recomendados para auxiliar na digestão. Mas em situações mais graves, o atendimento médico deve ser procurado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*